Páginas

terça-feira, 18 de novembro de 2008

"Esta é minha filosofia sobre namoros:
é importante você ter alguém que te faça rir,
alguém em que você possa confiar e
alguém que ... você sabe... te excite!
E é muito importante que essas três pessoas não se conheçam...."

Brooke Davis - One Tree Hill

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Apenas mais um alegre deprê.

Ela ainda se sente um pouco triste.
Mas agora é confusão. Tanta coisa acontecendo. Coisas boas, ruins.

A menina conseguiu realizar um dos seus maiores sonhos.
E ela está muito, mas muito, feliz.

:)

Título meio Moveis coloniais de acaju! *-*

domingo, 16 de novembro de 2008

OBRIGADO POR INSISTIR

Até o mais seguro dos homens e a mais confiante das mulheres já passaram por um momento de hesitação, por dúvidas enormes e dúvidas mirins, que talvez nem merecessem ser chamadas de dúvidas, de tão pequenas. Vacilos, seria melhor dizer. Devo ir a este jantar, mesmo sabendo que a dona da casa não me conhece bem? Será que tiro o dinheiro do banco e invisto nesta loucura? Devo mandar um e-mail pedindo desculpas pela minha negligência? Nesta hora, precisamos de um empurrãozinho. E é aos empurradores que dedico esta crônica, a todos aqueles que testemunham os titubeios alheios e dizem: vá em frente!
“Obrigada por insistir para que eu pintasse, que eu escrevesse, que eu atuasse, obrigada por perceber em mim um talento que minha autocrítica jamais permitiria que se desenvolvesse.”
“Obrigada por insistir para que eu fosse visitar meu pai no hospital, eu não me perdoaria se não o tivesse visto e falado com ele uma última vez, eu não teria ido se continuasse sendo regida apenas pela minha teimosia e orgulho.”
“Obrigada por insistir para que eu conhecesse Veneza, do contrário eu ficaria para sempre fugindo de lugares turísticos e me considerando muito esperta, e com isso teria deixado de conhecer a cidade mais surreal e encantadora que meus olhos já viram.”
“Obrigada por insistir para que eu fizesse o exame, para que eu não fosse covarde diante das minhas fragilidades, só assim pude descobrir o que trago no corpo para tratá-lo a tempo. Não fosse por você, eu teria deixado este caroço crescer no meu pescoço e me engolir com medo e tudo.”

“Obrigada por insistir para eu voltar pra você, para eu deixar de ser adolescente e aceitar uma vida a dois, uma família, uma serenidade que eu não suspeitava. Eu não sabia que amava tanto você e que havia lhe dado boas pistas sobre isso, como é que você soube antes de mim?”
“Obrigada por insistir para que eu deixasse você, para que eu fosse seguir minha vida, obrigada pela sua confiança de que seríamos melhores amigos do que amantes, eu estava presa a uma condição social que eu pensava que me favorecia, mas nada me favorece mais do que esta liberdade para a qual você, que me conhece melhor do que eu mesma, apresentou-me como saída.”
“Obrigada por insistir para que eu não fosse àquela festa, eu não teria agüentado ver os dois juntos, eu não teria aturado, eu não evitaria outro escândalo, obrigada por ficar segurando minha mão e ter trancado minha porta.”
“Obrigada por insistir para eu cortar o cabelo, obrigada por insistir para eu dançar com você, obrigada por insistir para eu voltar a estudar, obrigada por insistir para eu não tirar o bebê, obrigada por insistir para eu fazer aquele teste, obrigada por insistir para eu me tratar.”
Em tempos em que quase ninguém se olha nos olhos, em que a maioria das pessoas pouco se interessa pelo que não lhe diz respeito, só mesmo agradecendo àqueles que percebem nossas descrenças, indecisões, suspeitas, tudo o que nos paralisa, e gastam um pouco da sua energia conosco, insistindo.


:)

Grande Marthinha! o/

ok...próximas semanas serão complicadas de postar no blog. :S
Ateh a próxima
Momentos Clarice e Martha:
Primeiro, Clarice!

Divertir os outros, um dos modos mais emocionantes de existir.

“O que me atormenta é q tudo é 'por enquanto', nada é ' sempre'“.

“Acho que devemos fazer coisa proibida – senão sufocamos.
Mas sem sentimento de culpa e sim como aviso de que somos livres.”

"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...
Ou toca, ou não toca".

Grande Clarice! o/

quinta-feira, 13 de novembro de 2008



Parece clichê, mas é lindo. Lindo como a forma que o Axl deu destaque para uma coisa que eu nunca tinha parado pra pensar. Uma chuva. Uma simples chuva. Um mês, novembro. um mês sem graça nenhuma pra mim. Em 2008, um ano em que eu estou tendo traumas+ provas+ medo do G2= desespero total, cansaço, noites mal dormidas. Mas Axl mesmo disse, nesta música "nevermind the darkness, we still can find a way..'cause nothing lasts forever even cold november rain".

Mas sabe, essa música me faz parar tudo, absolutamente tudo para simplesmente observar uma chuva. Algo ordinário da natureza, mas que simplesmente passa a te atrair quando o ser passar por uma fase gunner e se viciar nos solos magníficos de Slash.

AAAAAAh..essa música te faz olhar as coisas numa visão diferente. Gosto disso. É uma válvula de escape eficiente. Pensa só, o cara tá passando por uma fase merda, aí para tudo e olha pra uma chuva. Ele se esquece dos problemas, pelo menos por um tempo. Mesmo que seja uma chuva fina, grossa, torrencial, whatever, é uma chuva!


A chuva tem o poder de fazer as pessoas ficarem pensativas, o poder de fazer algumas mais felizes. AAh, chuvas são essenciais! E Axl Rose deu um significado MAIOR ao mês mais sem graça do ano (depois de janeiro). Até porque, esse sim, apesar de não ser inverno, é um mês bastante chuvoso! E eu amo, amo, amo, amo, amo.
Apesar de não ser mais uma gunner como antigamente. Apesar dos apesares, a essencia sempre continua com o ser humano, a minha essencia tem um pouco de guns, um pouco de, sabe, November rain!

*Foto de uma das chuvas que eu peguei em Buenos Aires em fevereiro. Pq apesar de pegar um calor de 40 graus, tinha que ter uma chuvinha pra dar uma 'cor' na viagem!*


Até a próxima.

[Ouvindo (claro!Obvio!): November rain _ Guns n'roses]

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Pq eu amo e pronto.
Não sou de fazer rodeios. Se amo, eu amo com sinceridade. Penso na pessoa o tempo todo. Gosto intensamente, me jogo de cabeça mesmo. E na amizade, aaah..isso é algo incondicional. Se eu digo que amo para uma pessoa, amiga, eu quero dizer que eu admiro ela, que eu gosto da presença dela, que eu me preocupo com ela, que eu me faria de tudo para não ver uma lágrima no sorriso dessa pessoa, pra mim, esse 'te amo' carrega isso.
É feio dizer que ama sem amar.
É feio não dizer que ama quando ama-se.
Essa sociedade impõe muitas coisas. Tô revoltada.
Amor é algo muito sério.

As pessoas deviam saber disso.
AI MEU DEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!


EU TO MT EMPOLGADA!!!!!!!!!!!!


http://200.170.193.178/ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=5232


*-*

e..vai ter MÓVEIS! aaaaaaaaaaah

MORRI.

O.O

*empolgação INEXPRIMÍVEL!*

segunda-feira, 10 de novembro de 2008




Lindo. Música linda. Mensagem linda.

"Andar com fé eu vou..que a fé não costuma faiá!"
:D

AVISO: Este é um ótimo mês para pegar uma mágica chuva de novembro! *-*

domingo, 2 de novembro de 2008

Sobre a pressão:

Se tem uma coisa que eu não gosto é de ser pressionada. Não mesmo. Vou explicar de uma forma clara.
Algumas pessoas, loucas por sinal, trabalham melhor sobre pressão. EU NÃO. Eu fico desmotivada sobre pressão.
Pára pra pensar na forma mais simples: uma partícula!
Sim, uma particulazinha. Aprende na escola que quando diminui-se a pressão de um líquido, ele trabalha diferente. PV = nRT. Pressão aumenta, volume diminui, temperatura aumenta. Sim, aumenta a pressão do sistema, a temperatura dele aumenta.SÃO DIRETAMENTE PROPORCIONAIS!:O As particulas, coitadas, são submetidas a uma nova visão agora: a de um líquido menor. Aí ficam desesperadas. Tem um bando de choque com as suas amigas partículas do lado, ficam loucas e aumentam a temperatura! TADINHAS. =/

Agora eu, uma simples mortal, não seria diferente delas. Eu fico é mais estressada com um aumento da pressão = CABEÇA QUENTE. Entende?
Frases como:
"Estou torcendo por você!"
"fulana!fulana!fulana!"
Sim, esse tipo de coisa me deixa de cabeça quente.
Já não basta as pressões da sociedade, da escola, da família, dos amigos, minhas, aaaah!

Eu sou uma reunião de partículas. Fico louca tb. Temperatura aumeta..sabe, tipo PV=nRT

Até a próxima. o/
Sobre os machucados:

Eles machucam. Alguns aparecem sem nem você perceber. Te marcam. Em mim são difícies de ser cicatrizados. Alguns sangram. Saem pus, numa tentativa de defesa do seu corpo. Alguns aparecem apenas na forma de roxos. Alguns, no entanto vão além da epiderme. Alguns são apenas efêmeros, dores do momento. Alguns são necessários de uma ajudinha pra cicatrizar: pontos, remédios, cirurgias. Pois é, machucados.
Tem até os malucos que gostam de se machucar. Que gostam de ser marcados. Certas cicatrizes são até bonitas (lá vou eu com o meu lado freak de novo). Algumas, são dignas de pena.
O que importa nessa história toda é que esses machucados aparecem e você sempre carrega uma lição com eles. A de não se machucar novamente.

=/