Páginas

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

César Cielo acordou ás 4 da manhã do dia 1 de janeiro para treinar para as olimpíadas da china. Professores, hoje mestres, não tiveram férias durante anos. Alberto não sabe o que são férias desde que começou seu negócio. Artistas, atletas, empresários, estudantes, não importa. Aprendi que para se conseguir uma grande coisa, precisa-se de algum sacrifício.
Sacrifício lembra uma palavra triste, mas se é para um bem, pessoal ou humanitário, é necessário.
Eu fiquei noites e mais noites sem dormir, perdi eventos imperdíveis, tive fé, acreditei com todas as minhas forças. Vi que sou mais forte do que eu penso.
E em toda essa brincadeira, eu consegui. Eu venci. Achei que morreria na praia.
Achei que iria manter o azar que eu tive o ano todo. Levei tombos e mais tombos, mas o que importa é o ditado chinês: caia sete vezes, levante-se oito.
César Cielo, professores mestrados, Alberto e até eu e muitos outros..somos exemplos de que superação vem junto com dedicação, fé, força de vontade e um sacrificiozinho.
Esses caras ficaram sem férias (graças a deus eu tenho as minhas), mas eles venceram. Ganharam premios que eles jamais puderam imaginar. Fico feliz por eles. Fico orgulhosa por cada pessoa que luta com garra por cada coisa que quer e não quer apenas que tudo caia do céu.

É bom saber que TODO o meu esforço valeu REALMENTE a pena. É o AUGE, neguin! :)

Um comentário:

  1. Duvido que o Cielo, os professores/mestres ou o Tio Alberto tenham noção de como é um período no Cefeteq. Cada um com suas superações, sim, mas nenhuma tão transcendente quanto aquela que se passa com a própria pessoa. Ou seja, seja medalha de ouro, seja um diploma de mestre, seja uma loja de coisas legais, pra você o que realmente valeu foi o período. A vitória no fim dele :)

    E realmente, sinceramente, me orgulho absurdamente, completamente de ter uma companheira de espectroscopias e Hubbles e efeitos Döppler e de primeiros lugares na semana da química e tudo mais que seja capaz de se esforçar tanto por algo e conseguir, mesmo tendo que ficar oito horas dentro de um laboratório mexendo em nebulosas de filó com purpurina, acendendo bicos :-)> de bunsen e dormindo em bancadas.

    Resumindo em uma palavrinha mágica com duas complementares:

    Parabéns, você merceu.

    :*

    ResponderExcluir