Páginas

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Eu tenho ser uma pessoa boa para com o próximo. Tento ajudá-los na medida do possível, mas ultimamente eu venho estado triste.
As pessoas são todas é burras. Melhor, burras não, cegas! Parecem que não veem o que o outro faz e já fez com elas. Simplesmente esquecem. Esse tipo de burrice/cegueira costuma ser da mais irritante. Tento ajudar, mas hoje em dia ninguem acredita em ajuda. É difícil para mim ver alguem querendo tanto algo e não conseguir ter. Dá dó. Então, eu vou lá e tento ajudar essa pessoa, só dar uma força pra que ela consiga o que quer. As vezes, se não for o melhor para ela, eu não ajudo. Não quero chegar a conclusão de que eu sou vítima de nada, porque não sou vitima de porcaria nenhuma. Só quero que cheguem a conclusão de palavras que me deixam arrepiada como: união, justiça e merecimento. São palavras das quais vemos raras aplicações hoje em dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário