Páginas

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

É incrível essa pedra no meu sapato.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009




"Diz, quem é maior que o amor?" [Conversa de botas batidas : Los Hermanos]

Adotei essa filosofia Beatle.

O maior cliche, mas é verdade. Uma pessoa sem amor, não é nada.

all we need is love.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

É o Que Me Interessa
Lenine

Composição: Indisponível

Daqui desse momento
Do meu olhar pra fora
O mundo é só miragem
A sombra do futuro
A sobra do passado
Assombram a paisagem
Quem vai virar o jogo e transformar a perda
Em nossa recompensa
Quando eu olhar pro lado
Eu quero estar cercado só de quem me interessa

Às vezes é um instante
A tarde faz silêncio
O vento sopra a meu favor
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade
De um tempo que ainda não passou
Me traz o teu sossego
Atrasa o meu relógio
Acalma a minha pressa
Me dá sua palavra
Sussurre em meu ouvido
Só o que me interessa

A lógica do vento
O caos do pensamento
A paz na solidão
A órbita do tempo
A pausa do retrato
A voz da intuição
A curva do universo
A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa


Maravilhosa.
Quando você tropeça no meio da rua e todos veem?
Alguns riem outros não, mas isso é normal
Quando você se confunde e gagueja?
Alguns riem outros não, mas isso também é normal
Mas e quando você faz todos de idiota e se arrepende?
Ninguém ri, isso é um absurdo


Sobre a pergunta de hj:
Naum sei se gosto de ler. O problema é que eu tenho preguiça de ler. Tem que ser muito bom o assunto, sabe.

A questão é, estou em fase de transição absurda, consolidando idéias. Posso agir meio estranha, dizer coisas que não fazem sentido com mais frequencia. Crise existencial... DÁ PRA ENTENDER?
Agradeço a Deus pelos meus amigos, eles fazem todo sentido pra mim, nem passam pelos meus pensamentos da crise existencial.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

O antes.

Cansei de mudar de nome no meu blog.
É esse que deveria ser o endereço, é esse que deveria ser o nome desde que eu criei essa coisa toda aqui. Pronto, nada de MOI..nada disso.
Ai, agora sim..


O agora.

Quando o corpo procura entender e entra em colapso com a mente. Aí a razão funde-se com a emoção e as duas juntas não dão muito certo. Uma e outra entram em conflito.
Não há uma explicação lógica, há caos. Recorre-se a intuição, recorre-se ao desespero.
Chama-se crise. Crise porque limita-se de penhascos, de engarrafamentos, de surtos, de abstinencias, de inexplicações.
O silêncio ajuda, pode ser uma esperança. Traz uma paz, mas com ele vem os pensamentos e são estes que trazem a confusão. Um turbilhão de vozes em mente, não há como escutá-las falando ao mesmo tempo.
A torre de babel está feita. O caos está formado. As asas da borboleta bateram. O ar mudou. O caminho não é mais o mesmo. A decisão é outra, o rumo é outro.
Escolhe-se entre o novo e o re-começo. Alguns chamam de tormenta.
Eu chamo de crise existencial. Chamo de maturidade. De repensar, de finalmente olhar a vida com outros aspectos, de auto-conhecimento.

O durante.

Ouvindo Lenine- só o que me interessa postando isso. Essa música é viciante.

O depois.


Saí pra ler admirável mundo novo. Está começando a ficar bom o livro.

Um parenteses.

O filme Foi apenas um sonho, o livro admirável mundo novo, o filme ensaio sobre a cegueira, a música só o que me interessa, e o filme as cinco pessoas que você encontra no céu.

Me fizeram pensar. Merecem destaque.