Páginas

quarta-feira, 29 de julho de 2009



Ok. Eles mudaram a minha vida. Mesmo. Parece que eu amadureci e muito.
Sabe aquela história de que a gente aprende com os erros dos outros? Ela é verdadeira.
Vendo os erros destes personagens, eu aprendi a ser mais corajosa, a saber realmente o que eu quero. Eles me deram uma direção. Já chorei bastante com cada um deles. Cada história de cada um já me tocou de alguma forma. Precisava falar isso.
Ainda mais numa época em que há dias em que parece que ninguém te entende, os amigos somem de vez em quando e algumas pessoas vão se descobrindo, vão traçando o que elas realmente são, o que elas querem ser. É nessa época em que precisamos de uma luz, um chão.
Eles não tem finais tão felizes, nem tem pessoas com personalidade definitivamente traçada. É algo que a cada temporada muda. A cada temporada vc os vê de alguma forma completamente diferente. Ok, completamente não. Mas vc cresce com eles. Realmente cresce com eles.

I love OTH.

Até a próxima.

domingo, 26 de julho de 2009

Dei muita atenção a quem não devia. Parei de ser idiota.
"Acho que é mais do que mágica isso, é uma mistura de muita sorte, com a vontade de jesus querer ver um sorriso no meu rosto, querer que eu prove mais do que nunca que sonhos são para serem realizados."

Eu escrevi isso quando eu falei sobre o show da Madonna..ele surgiu numa época triste da minha vida. Bem, "não há luz se não houvesse trevas", não é mesmo?
A Madonna foi uma luz mesmo...me trouxe muitas luzes: um show perfeito, pessoas maravilhosas e me aproximou de alguém que hoje é muito importante pra mim.
Foi lá que eu fui reparando em quem estava do meu lado que poderia ser simplesmente um amigo. Um grande amigo em potencial.
Essa pessoa foi se aproximando, foi sendo construída uma boa imagem dela aqui dentro da minha mente. O tempo passou e eu não pude evitar..me apaixonei.
Sim, amigos se apaixonam...mas alguns se encaixam perfeitamente. É incrível como muitas coisas se enquadram, não se completam..se entendem. O que é melhor.
E cá estou eu, completamente doida. Feliz, sem ter nenhuma inspiração pra escrever.
Dizem que quando estamos tristes é que vem inspiração...eu não quero essa inspiração pra mim mesmo.
O que eu quero são textos bobos, idiotas, apaixonantes, previsíveis, sorridentes e clichês. Eu quando gosto de alguém é de verdade, sempre falei isso. Pois é..e agora não é diferente. Agora eu vejo que fases ruins são necessárias: são tombos que tomamos, mas que no futuro farão muita diferença. Nos tornamos fortes e experientes. Agradeço a Deus por tudo. Até pelas minhas fases ruins. Se não fosse por causa delas, o que seria das fases boas?

No momento, eu quero somente é que as pessoas que não estão se sentindo bem que retirem dessa fase o que ela tem de melhor: a lição que ela tem pra lhes dar. Toda fase tem uma lição ou umas lições. Guardei todas elas na minha memória e uso e abuso delas. Eu ainda não acredito que tudo isso está acontecendo, mas prefiro não acreditar que tudo isso está acontecendo...o nome disso é encanto.

Até a próxima.
o/

terça-feira, 14 de julho de 2009

A pior parte não é a cirurgia....é o pós-operatório.

Ai que saco.
Não posso abrir a boca..só falar: aham..hum...humhum..
¬¬

Daqui a uma semana, espere só...(6)

sábado, 11 de julho de 2009

A vida é engraçada as vezes. Pode ser barra pesada. Como quando se apaixona por alguém. Mas eles esquecem de te amar de volta. Quando a sua melhor amiga e seu namorado te deixam sozinha. Quando puxa o gatilho ou acende o fogo e não pode voltar atrás. Como eu disse... no esporte, chamam isso ''de se superar''. Na vida eu chamo isso de pegar pesado. (...) Sabe a expressão que "as melhores coisas da vida são de graça"? Bem, essa expressão é verdadeira.
De vez em quando as pessoas se superam
Se tornando mais corajosas com elas mesmas
As vezes, elas te surpreendem
As vezes, elas cedem fácil
A vida é engraçada, as vezes.
Pode nos surpreender
Mas se você estiver perto o suficiente
Você encontrará esperança...
No mundo das crianças..
Numa canção..
Nos olhos de alguem que você ama..
E se você tiver sorte..
Digo, se você for a pessoa mais sortuda desse planeta..
A pessoa que você ama, decidirá te amar de volta."

One Tree Hil

Sem mais o que dizer..cada dia mais apaixonada. (L)

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Tem um momento, um dia, uma semana...não importa quanto tempo..seus pensamentos parecem que param..
E começo a postar meio twitter. Isto é ruim, eu sei. O twitter e postar como as pessoas postam lá. Todos dizem que é mais rápido, fácil de usar e talz..mas peraí, e cadê a tal da privacidade que todo mundo diz que quer ter e até acaba bloquiando fotos no álbum do orkut e dizendo tudo, absolutamente tudo, no twitter?
Esse povo é mesmo doido. Duvido que daqui a pouco, quando todo mundo conhecer isso, que não terá a guerra de privacidade e tudo mais. Ninguém vai querer ficar se expondo, não é isso?
Prefiro blogs. São mais cultos, mais reservados, mais chiques. Você posta de uma forma mais bonita o que vc pensa em relação ao mundo, de uma forma mais literária.
As pessoas tendem a escrever mais, o limite de palavras é maior.
Sim, se vc for besta e usar blogs como word.press e weblogger, realmente vc irá perder tempo. O word.press é muito complicado e o weblogger também, além de dar erros.
Ok, nem iria ficar falando sobre o twitter..só queria dizer que a minha época sem imaginação e criatividade tem prazo de validade. Finalmente, irei ficar completamente de férias. COMPLETAMENTE.

Ok, até a próxima...

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Tá bom...quero a época de bonança em provas de volta. :S

sem mais a dizer.

quarta-feira, 1 de julho de 2009




É...eu começei a pensar no momento em que eu vi este filme. Mudou minha vida, meus pensamentos, minha história. Incrível, emocionante. Tudo o que eu precisava nos meus 13-14 anos. Perfeito!
Dentre todos os filmes q mudaram a minha vida, este é o melhor.

"I went to the woods because I wanted to live deliberately, I wanted to live deep and suck out all the marrow of life, To put to rout all that was not life and not when I had come to die Discover that I had not lived."
Henry David Thoreau